Categorias
Coaching Departamento Pessoal Gestão de Pessoas

Como ser um comunicador de sucesso

Quais são as dicas para que você possa se comunicar de modo profissional para garantir o sucesso em sua carreira.

A comunicação é a base para qualquer processo de interação nas diversas facetas sociais. No contexto profissional, comunicar bem é mesmo que existir em um mundo competitivo. Neste artigo, orientamos como ser um comunicador de sucesso.

Domine a língua portuguesa

É importante conhecer a língua portuguesa em seu aspecto mais formal, pois assim poderá se comunicar em qualquer registro. Conheça todas as normas gramaticais e as aplique na modalidade oral ou escrita.

Adeque a fala ao público

O seu público precisa entender o que você fala, então sempre tenha em mente a importância de falar a linguagem do seu interlocutor. Muitos profissionais perdem grandes oportunidades por querer falar rebuscadamente demais.

Também evite ter uma linguagem coloquial onde os interlocutores dominarem e se comunicarem com a norma culta. A recomendação geral é a de ter bom senso, sempre analisando as pessoas e ouvindo primeiro para depois apresentar uma comunicação.

Cuidado com os vícios de linguagem

Os vícios de linguagem são quaisquer costumes que acontecem de maneira despropositada durante a realização da fala. Evite as palavras “né”, “tipo”, “então”… São vícios que devem ser combatidos antes mesmo de estar em comunicação profissional.

Nos momentos de tensão, que geralmente uma comunicação profissional proporciona, a nossa capacidade arbitrária fica comprometida e a nossa fala surge temerosa com a utilização das palavras que são resultados de um condicionamento.

Para evitar os vícios de linguagem, é fundamental que se exclua também das demais comunicações do cotidiano.

Observe a linguagem corporal e expressiva

Muitos profissionais deixam de utilizar ferramentas importantes que estão à disposição, como por exemplo os estudos sobre a linguagem corporal e expressiva.

Para entender melhor como ela funciona, pensa no que acontece quando alguém sente dor ou felicidade, quando alguém se assusta ou se entristece, enfim, o corpo responde inconscientemente aos sentimentos e pensamentos.

Isso acontece também para diversos processos essenciais para fazer uma leitura de seu interlocutor. É importante destacar que as manifestações corporais ficam mais tênues conforme o desejo que uma pessoa tiver de encobrir determinado sentimento.

Estude sobre as expressões e comportamentos e entenda como interagir e conseguir resultados em negociações a partir dessa ferramenta.

Seja controlado

Isso se aplica a diversos aspectos da comunicação. Seja controlado com relação à velocidade e volume da sua fala, postura, gesticulação, vocabulário, descontrações e tudo quanto envolver o contexto da interação.

Não exagere nem seja muito passivo. Encontre o meio termo e comunique-se tranquilamente. A fala deve ser fluir com aspecto natural.

Tenha carisma

Há pessoas que sempre te recebem com um sorriso e com uma conversa agradável. Um bom comunicador sabe da importância dessa postura, pois abre portas que tornam possível conquistar o cliente, parceiro de negócio em potencial, chefe ou qualquer outra pessoa ocasiona a abertura de uma porta de relacionamento mais amigável.

Portanto, é muito importante ser dotado de simpatia, porém tendo o cuidado de uma boa percepção para não exagerar e aparentar superficialidade.

Não supere o seu concorrente

O seu maior concorrente é aquele que tem todas as características que você possui. É exatamente a pessoa que tem um potencial tão igual ao seu que é capaz de entender todas as suas técnicas. É quem será capaz de passar à sua frente a qualquer momento ou progresso. Por isso eu digo, não supere o seu concorrente!

Pode parecer loucura, mas é isso mesmo. Não é o seu maior concorrente com quem você precisa se preocupar. Não é possível calcular um crescimento a partir do anseio e trabalho por superar as outras pessoas, mas é possível medir um progresso a partir do próprio desempenho.

Então não se preocupe em superar um concorrente, a única pessoa que o você de hoje precisa superar é o você de ontem, isso se chama crescimento.

 

Tiago Ocanha,

Cofundador do RH do Futuro

Publicado em 1 de Agosto de 2018

Categorias
Coaching Gestão de Pessoas

O que é Coaching e como o RH pode atuar neste mercado

Embora seja uma prática não tanto recente no mercado, o coaching conquistou ainda mais destaque de uns tempos para cá, seja pela maior exposição do tema na mídia, seja pela expansão do serviço para outras áreas, como saúde, esportes e economia.

Mesmo assim, ousamos dizer que foi no mercado de recursos humanos que o coaching ganhou destaque aqui no Brasil.

Mas o curioso é que muitos profissionais da área ainda não entendem o propósito desta técnica e nem sabem como usá-la como ferramenta de trabalho.

Neste artigo, explicamos o que é coaching e como o RH pode atuar neste mercado.

Siga na leitura e encontre uma nova possibilidade para a sua carreira.

O que é coaching?

O coaching pode ser entendido como um processo, ou técnica, que tem o objetivo de conduzir uma pessoa a atingir determinado objetivo.

É justamente por esse motivo que o coaching é aplicado em áreas como nutrição (para quem quer perder peso, por exemplo), esportes (para atletas que querem atingir uma alta performance), entre vários outros casos.

Diferentemente de uma terapia (em que uma pessoa busca analisar questões de sua vida pessoal por meio da psicologia), ou de um mentoring (em que o aprendiz segue as orientações de um mentor), o coaching oferece planejamento, orientação e acompanhamento.

O coach (treinador) observa, acompanha e estimula o seu coachee (treinando), dando a ele ferramentas para que atinja os objetivos traçados no início do processo.

O coaching no RH

Conforme comentamos anteriormente, é no mercado de RH que o coaching ganhou visibilidade aqui no Brasil.

Provavelmente, você já ouviu falar em coaching de carreira, coaching executivo, coaching para líderes, entre outros.

E isso acontece justamente porque um dos maiores objetivos do RH é formar e desenvolver pessoas.

Na verdade, o coaching é uma das ferramentas de desenvolvimento que o RH dispõe.

Para entender ainda mais essa técnica, confira a descrição de cada modalidade de coaching que citamos neste tópico:

Coaching de carreira

Orientação voltada para quem deseja crescer na área em que já atua ou em outra profissão.

Vale salientar que essa modalidade é diferente da orientação vocacional, pois o profissional já tem uma vivência de mercado e deseja aprimorá-la.

Pode ser aplicado em profissionais de nível júnior, como estagiários, trainees, auxiliares, assistentes, analistas etc.

Coaching executivo

Consiste no alinhamento de estratégias para que um tomador de decisão identifique a cultura de sua empresa (missão, visão e valores), desenvolva ainda mais seu potencial de liderança e atinja resultados ainda maiores.

Pode ser direcionado para empresários, CEOs, diretores etc.

Coaching para líderes

É direcionado para atuais ou futuros gestores que precisam desenvolver habilidades para, então, ter mais capacidade de liderar pessoas.

Pode ser aplicado em trainees, gerentes em ascensão, etc.

Para desenvolver este trabalho, seja como colaborador de uma empresa, seja como um profissional de RH independente, é necessário ter uma formação em coaching, oferecida por um instituto certificado.

O curso oferece uma reflexão profunda sobre em que, de fato, consiste essa técnica e quais são as ferramentas que podem ser aplicadas neste processo.

Tal formação, somada a uma boa vivência na área de gestão de pessoas, com recrutamento, seleção, retenção de pessoas, formação de líderes etc, tornam qualquer profissional de RH apto para ser um bom coach.

Para baixar nosso ebook gratuito, é só clicar no banner abaixo:

 

Por Tiago Ocanha,

Cofundador do RH do Futuro

Publicado em 22 de Junho de 2018