skip to Main Content

Mercado de trabalho de Recursos Humanos é muito maior do que você pensa

Diferentemente do senso comum, o profissional de RH tem vários campos de atuação. Saiba quais são eles e o que é necessário para conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho.

Por que você escolheu trabalhar com Recursos Humanos? Certamente você gosta de lidar com pessoas, se sente bem em um ambiente administrativo por ter espírito de colaboração e equipe e sonha com bom cargo após a formação. Mas em que campo de atuação?

Quando se ouve as palavras “Recursos Humanos” ou “RH” a maioria (até mesmo quem pensa em entrar na profissão) já pensa naquela pessoa que contrata e demite ou o indivíduo que sabe todos os direitos do funcionário de cor.

Isso é um paradigma que está sendo quebrado cada vez mais. O mercado de trabalho desta profissão vai muito além e novas funções no campo de atuação do profissional de recursos humanos estão ganhando mais importância e espaço.

Como o Business Partner, por exemplo. O funcionário que exercer este cargo deve conhecer todo processo de gestão de pessoas da empresa para criar e aprimorar estratégias que possam potencializar o trabalho do departamento de Recursos Humanos.

Ele é um orientador que guia o setor para os rumos certos dentro do negócio. Nesta reportagem da revista “Exame” você encontra mais informações sobre a função de Business Partner.   

Conhecimento da logística e da organização

Outra área em crescimento no campo de atuação dos profissionais de recursos humanos é o Supply chain ou cadeia de suprimentos.

Este grupo de pessoas, chamada também de células de RH, acompanha todo processo de logística do produto ou serviço prestado pela organização. Identifica os pontos que podem ser ajustados e melhorados. Com isso a empresa sabe onde economizar e, consequentemente, aumentar o faturamento.

O profissional de RH no Supply chain também deve manter uma relação saudável com os fornecedores, entregadores e compradores.  

Estudantes de RH devem ter a mente aberta

Para o êxito em colocar-se no mercado de trabalho o estudante de Recursos Humanos deve ter a mente aberta. Se o campo de atuação em que ele pensava em atuar está saturado é necessário traçar um novo caminho.

Existem ferramentas que ajudam os estudantes a aprimorar o aprendizado e sair na frente da concorrência. Treinamentos, Programação Neurolinguística – PNL, orientações feitas por profissionais de Coaching, psicologia e psicopedagogia são essenciais para a formação tanto pessoal como profissional do estudante.

Antes de analisar pessoas, o estudante de RH deve analisar a si mesmo e se conhecer totalmente. Ser um especialista em “você” é determinante para uma boa colocação no mercado de trabalho e obter não somente um bom salário, mas também satisfação pessoal.

Auxílio para o recém-formado

A vida do profissional que acabou de sair da faculdade é, em muitos casos, pior que a do estudante. O universitário conta com a possibilidade de estágios, coisa que já não faz mais parte dos planos do recém-formado. Por isso uma boa contribuição no posicionamento do recém-formado no mercado de trabalho é muito importante.

Você não está sozinho

Mas tanto o estudante quanto o recém-formado tem muitas coisas pra pensar e atribuições a fazer. No caso do universitário, há preocupação com provas, trabalhos e projetos de conclusão de curso.

Já o recém-formado está com a cabeça cheia de informações que podem confundir e até atrapalhar na hora de se candidatar a uma vaga no mercado de trabalho, se não utilizadas de forma correta.

Clicando aqui você vai ter acesso a um material rico em conteúdo que vai te ajudar nessa batalha para começar a carreira no setor de Recursos Humano. E lembre-se sempre: você não está sozinho.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você!
Construir relacionamentos profissionais em uma carreira como a de recursos…
Cresta Posts Box by CP